© 2019 by Nishimoto. All rights reserved.

MARCELLUS NISHIMOTO

ARTISTA VISUAL E DESIGNER GRÁFICO

VISUAL ARTIST AND GRAPHIC DESIGNER

Nishimoto estudou Comunicação Visual e Design Gráfico na Universidade de Brasilia (1999), cidade em que viveu por 17 anos. Neto de japoneses, os quais forneceram o contato direto do artista com a cultura nipônica, em 2008, retornou à sua cidade natal, Goiânia, local onde hoje vive e trabalha. Atua como designer e diretor de arte em diversas modalidades do design, como moda, branding, editorial e ilustração. Também exerceu o trabalho de docência em nível superior em diversas disciplinas do design gráfico (História da Arte e do Design, Tipografia, Análise Gráfica, Projetos e Orientação de TCC). Atualmente desenvolve trabalho de ensino nas áreas de desenhoaquarela e história da arte no curso A Arte de Ver localizado no Espaço Cor.  
 
Desde muito cedo, Nishimoto se interessou pela semiótica - o estudo do significado de símbolos e imagens; assim como pelas artes plásticas (autodidata). Atualmente ele se dedica ao design e à arte de maneira autônoma. Seus trabalhos buscam a origem - dele mesmo e a nossa -, a compreensão da essência humana e do tempo que nos é tão efêmero. Em suas obras, o artista explora esses temas com técnicas tradicionais ocidentais e orientais, incluindo o pontilhismo em nanquim, a aquarela, o desenho (em todas as suas modalidades) e sumi-ê (antiga técnica oriental de pintura). 
 
Suas obras são visivelmente laboriosas com técnicas tradicionais, no intuito de capturar e fazer visível o imaterial: a diversidade, o tempo e o sentido da vida. A temática que ultimamente explora em seus trabalhos é a fauna e flora brasileiras. O artista faz uma extensa pesquisa sobre a riqueza da vida nativa do Brasil tal qual os primeiros cientistas naturalistas que chegaram ao país e, fascinados pela biodiversidade das Américas, retrataram os seres aqui viventes. Aves, plantas, insetos dentre outras formas de vida são os elementos que Nishimoto traz para o foco de sua arte e que nos leva a reflexão sobre a variedade e o futuro destas espécies. O artista já participou de várias exposições coletivas e individuais em Goiânia e fora do país e tem seus trabalhos fazendo parte de acervos em diversos locais do Brasil e exterior. 

 

EXPOSIÇÕES

EXHIBITIONS

2017

VANITAS - Group Show

November, 2017 

PLUS GALERIA

GOIÂNIA-GO, BRAZIL

PLUS VII - Group Show

May, 2017 

PLUS GALERIA

GOIÂNIA-GO, BRAZIL

2016

AQUELES QUE ESTÃO ENTRE NÓS - Solo Show

November, 2016 

PLUS GALERIA

GOIÂNIA-GO, BRAZIL

VANITAS - Group Show

November, 2016 

PLUS GALERIA

GOIÂNIA-GO, BRAZIL

2015

VANITAS - Group Show

November, 2015 

PLUS GALERIA

GOIÂNIA-GO, BRAZIL

INFORMAÇÕES PARA CONSERVAÇÃO DE OBRAS DE ARTE EM PAPEL

 

Ao adquirir uma obra de arte em papel, são necessários alguns cuidados para manter a durabilidade, a integridade e a preservação das características originais do objeto.

 

Seguem aqui dicas para a melhor preservação e exposição do objeto de arte em papel:

  • Ao emoldurar, evite o contato direto da obra com vidro. Ele pode alterar as características originais do desenho/pintura/gravura/impressão.

  • Utilize molduras tipo caixa, pois o vidro encontra-se a uma distância segura da obra.

  • Para molduras tradicionais, utilize um passe-partout com espessura entre 1 a 2mm, no mínimo, para evitar o contato direto do papel (desenho/pintura) com o vidro.

  • Utilize papéis e adesivos livres de acidez (com pH neutro) para estar em contato com a obra. O ácido, com o tempo, pode alterar as características originais do trabalho, criando manchas ou amarelando o papel.

  • Evite expor a obra à luz direta do sol. Iluminação intensa pode diminuir a capacidade de permanência dos tons e desbotar as cores originais. 

  • Utilize lâmpadas específicas para iluminar obras de arte. Lâmpadas de LED são as ideais, pois não emitem raios UVs (ultravioletas) e infravermelhos e têm baixa emissão de calor.

  • Ao manusear a obra, utilize luvas de tecido, pois o suor e a oleosidade da pele podem manchar o papel.

  • Em caso de arquivamento, guarde a obra em local seco e fora do alcance de luz.

 

O OBJETO DE ARTE É UM INVESTIMENTO QUE REQUER CUIDADOS PARA MANTER SUA INTEGRIDADE ORIGINAL.

CONSERVATION TIPS FOR ARTWORKS ON PAPER 

 

When you acquire artworks on paper, you need to take some measures to maintain the durability, integrity, and preservation of the object’s original features.

 

Here are some tips to better preserve and exhibit artworks on paper:

  • When framing it, avoid the direct contact between paper and glass. This can change the original characteristics of the drawing/painting/engraving/print.

  • Use box frame, because it maintains a safe distance between the glass and the paper artwork.

  • For traditional frames, use a passe-partout with a thickness between 1 and 2mm, at least, avoiding the direct contact of paper (drawing/painting) with glass.

  • Use acid-free papers and adhesives (with neutral pH) to be in contact with the artwork. The acid, over time, can change the original characteristics of the material, creating stains or yellowing the paper.

  • Avoid exposing the artwork to direct sunlight. Intense lighting can decrease the permanence of tones and the original colors may fade away.

  • Use specific lamps (attention to voltage and luminous) as spotlights to artworks. LED bulbs are ideal because they don't emit UV (ultraviolet) and infrared rays and have low heat emission.

  • When handling the work, use fabric gloves, because the sweat and oil of the skin can stain the paper.

  • In case of archiving, store the work in a dark and dry place.

THE ART OBJECT IS AN INVESTMENT THAT REQUIRES CARE TO MAINTAIN ITS ORIGINAL INTEGRITY.

ENTRE EM CONTATO PARA DÚVIDAS E MAIS INFORMAÇÕES

CONTACT ME FOR QUESTIONS AND MORE INFORMATION

WhatsApp +55 62 98115 5408   |   marcellus.nishimoto@gmail.com

  • FACEBOOK ICON
  • INSTAGRAM ICON